Empreendedorismo feminino: uma força que cresce a cada dia

O ano de 2022 marca um momento importante na CNDL. Não só pela variedade de assuntos e desafios que rondam o setor de comércio e serviços, mas principalmente pelo compromisso assumido por essa gestão em ajudar o varejo brasileiro a se conectar com as melhores práticas de comércio do mundo. Para além da digitalização e das lutas por políticas públicas específicas, essa uma missão exige um esforço coletivo para superar práticas, métodos e visões de mundo que há muito já deveriam estar extintas. Estamos falando de diversidade, pluralidade e, mais especificamente, da igualdade no tratamento de gêneros.


Não por acaso, a CNDL escolheu como tema da sua 56ª Convenção Nacional o tema “Propósito – A mudança cultural do varejo”, um esforço da nossa entidade em debater a ideia de que o novo varejo não é uma atividade que se encerra em si mesma. Ao contrário, assume compromissos perante uma sociedade que está em permanente transformação.


É nesse bojo que, no mês de março de 2022, o mês da mulher, lançamos nossos esforços para incentivar, orientar e esclarecer sobre o imenso universo que é o empreendedorismo feminino, uma força que cresce a cada ano e que, a despeito das estatísticas, ainda pena em conseguir as mesmas condições dos homens para o desenvolvimento dos seus negócios.


De acordo com o Sebrae, o Brasil conta com mais de 30 milhões de mulheres empreendedoras, sendo elas responsáveis por 52% do total de novos negócios do país. Apesar disso, vemos um ambiente que dificulta o desenvolvimento dessas empresas. Para essas empresárias, por exemplo, os juros são maiores na hora de pegar um empréstimo, mesmo que a taxa de inadimplência seja comprovadamente mais baixa.

A despeito dessas distorções, a experiência da mulher empreendedora pode mostra-se muito mais complexo e pujante. Por isso, fomentar essa faceta realizadora no universo feminino é fundamental para que as mulheres possam aumentar seus rendimentos, gerar empregos, ter sustentabilidade no mercado e, sobretudo, ser independentes e protagonistas das suas vidas.


Foi pensando nisso que criamos o Mês da Mulher CNDL, com ações durante todo o mês de março com o objetivo de auxiliar as mulheres empreendedoras de todo o país, além de potencializar os seus negócios e projetos. Serão veiculados podcasts especiais com a participação de especialistas e empreendedoras, debatendo temas relevantes para o universo feminino. Além disso, a Varejo S.A terá uma cobertura especial durante todo o mês com entrevistas, artigos e matérias com temas relevantes para as mulheres empreendedoras.


No dia 09 de março, a CNDL lança a cartilha – “Mulheres que Constroem o Varejo: Perfil da mulher empreendedora no Brasil e ações para alcançar negócios de sucesso”, um trabalho feito em parceria com a Secretaria da Mulher do Senado Federal.


O material traz informações relevantes para auxiliar as empresárias brasileiras a tornarem seus negócios mais sólidos e competitivos. Entre os assuntos tratados na cartilha, destaco: as principais legislações do Brasil em defesa e de suporte às mulheres, dicas de acesso ao crédito e ações que empoderam as mulheres no mercado de trabalho.


Divulgaremos ainda uma importante pesquisa realizada em parceria com o Sebrae a respeito do perfil da mulher empreendedora brasileira. O levantamento mapeou quem são essas mulheres que empreendem, seus principais desafios, projetos, sua situação social, familiar e os entraves que dificultam o crescimento empresarial. A pesquisa nos ajudará a construir políticas públicas efetivas de ajuda a essas mulheres.


Mesmo que ainda estejamos longe de viver em um mundo ideal, fato é que a força da mulher na área empresarial colabora para a modificação do quadro de desigualdade que as mulheres enfrentam hoje no Brasil e no mundo.


Correr riscos, gerar ação e promover transformações são algumas características relacionadas ao empreendedorismo feminino e a CNDL quer fazer parte desta mudança.


Por: CNDL Brasil